29 dezembro 2008

Problema de matemática

Olha o passarão...

José Sócrates, numa das suas múltiplas visitas a escolas, numa delas considerada escola-modelo onde foi distribuir uns computadores aos professores, resolve pôr um problema às criancinhas.

(Desta vez, parece que não houve casting prévio...)

- Meninos, tenho um problema para vocês resolverem. Quem acertar na solução ganha um computador que eu ofereço!!!

Então, é assim:
Um avião saiu de Amesterdão com uma velocidade de 800 km/h; a pressão era de 1.004,5 milibares; a humidade relativa era de 66% e a temperatura 20,4 ºC. A tripulação era composta por 5 pessoas, a capacidade era de 45 lugares para passageiros, a casa de banho estava ocupada e havia 5 hospedeiras, mas uma estava de folga.

A pergunta é... Quantos anos tenho eu?

Os alunos ficam assombrados.
O silêncio é total.
A professora fica estupefacta.
Então, o Joãozinho, lá no fundo da sala e sem levantar a mão, diz de pronto:

- 50 anos, senhor inginheiro!

José Sócrates surpreendido fita-o e diz:
- Caramba! Acertaste em cheio. Vou dar-te o computador! Eu tenho mesmo 50 anos.

Mas como encontraste esse número?

E Joãozinho diz:
- Bem, foi muito fácil. Foi uma dedução lógica, porque eu tenho um primo que é meio parvo, e tem 25 anos...

6 comentários:

paula barros disse...

Esse rapaz deve ser um desafeto dos portugueses pelo que estou lendo. Aqui tem uma piadinhas que dava bem para adaptar.

abraços, um belo dia.

Vivian disse...

...estou com a Paulinha.
modelos tbm não faltam aqui.

bommmm diaaaaaaaaa,
jardineiro da alegria!!

muahhhh

Dois Rios disse...

Não sei quem é José Sócrates mas deduzo que para vocês portugueses deve ser um bom merecedor desta piadinha.

E depois ainda dizem que o Joãozinho só fala besteira, né? rsrs...

Feliz 2009!

Beijos,
Inês

Nanda Assis disse...

rsrs adoro seu espaço, bjosss...

Avassaladora disse...

Passando para ler seus textos, sempre tão criativos...

Beijos

Um 2009 repleto de alegrias e flores...!!!

Leonor Cordeiro disse...

“Hoje não há razões para otimismo. Hoje só é possível ter esperança. Esperança é o oposto do otimismo. “Otimismo é quando, sendo primavera do lado de fora, nasce a primavera do lado de dentro. Esperança é quando, sendo seca absoluta do lado de fora, continuam as fontes a borbulhar dentro do coração.” Camus sabia o que era esperança. Suas palavras: “E no meio do inverno eu descobri que dentro de mim havia um verão invencível...” Otimismo é alegria “por causa de”: coisa humana, natural. Esperança é alegria “a despeito de”: coisa divina. O otimismo tem suas raízes no tempo. A esperança tem suas raízes na eternidade. O otimismo se alimenta de grandes coisas. Sem elas, ele morre. A esperança se alimenta de pequenas coisas. Nas pequenas coisas ela floresce...”
(Rubem Alves)


Obrigada por ter feito parte do meu caminhar no ano que está terminando.
Que 2009 traga para você muita paz, saúde e alegria. Que a esperança seja sua companheira para fazer sempre renascer o seu coração!
Um grande abraço!
Com carinho e afeto,

Leonor Cordeiro

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin