09 outubro 2008

PARA ENTENDER A CRISE DOS ESTADOS UNIDOS

DE MANEIRA CASEIRA!

O seu Bené tem um bar, na Vila Capanema, e decide que vai vender cachaça 'na caderneta' aos seus leais fregueses, todos bêbados, quase todos desempregados.
Porque decide vender a crédito, ele pode aumentar um pouquinho o preço da dose da branquinha (a diferença é o sobrepreço que os pinguços pagam pelo crédito).
O gerente do banco do seu Bené, um ousado administrador formado em curso de emibiêi, decide que as cadernetas das dívidas do bar constituem, afinal, um activo recebível, e começa a adiantar dinheiro ao estabelecimento tendo o pendura dos pinguços como garantia.
Uns seis zecutivos de bancos, mais adiante, lastreiam os tais recebíveis do banco, e os transformam em CDB, CDO, CCD, UTI, OVNI, SOS ou qualquer outro acrónimo financeiro que ninguém sabe exactamente o que quer dizer.
Esses adicionais instrumentos financeiros, alavancam o mercado de capitais e conduzem a operações estruturadas de derivativos na BM&F, cujo lastro inicial todo mundo desconhece (as tais cadernetas do seu Bené).

Esses derivativos estão sendo negociados como se fossem títulos sérios, com fortes garantias reais, nos mercados de 73 países.

Até que alguém descobre que os bebum da Vila Capanema não têm dinheiro para pagar as contas, e o Bar do seu Bené vai à falência.
E toda a cadeia vai pro brejo.. Entendeu?

Texto enviado por email pelo amigo e pintor da Academia de Belas Artes Brasileira, Francisco Charneca.

Me dá um apetite de ir a Terras de Vera Cruz agora que 1€ vale 3,5 Reais, que nem dá para entender, porque não vou.

Então voltando a colocar os pés no chão e a cabecita no lugar.

Eu me interrogo....????

Chegarei à terceira idade com o espírito assim?

Que rija e redondinha, medidinha do meu tamanco... disse coisa que não devia... é para estas alturas que o Via... serve, não é.



Ei... moços... não existe problema... ainda chego para os dois...
Que se passará na frente dos pardais... para a moça ter ataque de riso?


Repete...repete...repete...
Ai Jesus... Como o amor é bonitinho.


Estou no céu...estou no céu..

Ou... chegarei à terceira idade com o espírito assim?

Quezilento e jogando "sudoku"

7 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Amigo Jardineiro, Bela postagem, quanta fotos lindas de morrer a rir... Adorei!
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Quase Trinta disse...

Agora ficou mais fácil entender a crise americana...rs
Qt as fotos e velhinhos safadinhos hein..rs

paula barros disse...

Ai, ai, ai, nem pensar em ficar quezilento, vem morar numa praia do Brasil, tomar água de côco, caminhar a beira mar...."peloamordedeus" e por aqui você exercita o "sodoku"....

Nem li o texto, vesga de sono, volto depois. Só assim tenho motivo para voltar

Nanda Assis disse...

oi amore mio!!!
olha sei que vc vai chegar safadinho, assim eu espero, nada de ficar como na ultima foto não, kkk, tem piada da terceira idade lá. vai lá dar risadas tbm.

e devia aproveitar o valor do euro aqui e vir conhecer a terra de beija.

bjosss...

Cadinho RoCo disse...

Tudo ótimo por aqui que remete ao avanço da idade fortíssimo aceno de esperança. Que se cumpra a profecia.
Cadinho RoCo

EternaApaixonada disse...

Bom texto a explicar a crise.
Melhor seria que a mesma não estivesse a acontecer...
O mundo parece aumentou a rotação, para esperar a queda, ou pior, a parada geral...

Enquanto isso, no Jardim de Urtigas, acontece o contrário: acredita-se e aposta-se na esperança!

Que meigas e sensuais fotos, hein?
risos

A gerar esperança a todos os senis que "isso" pode lhes acontecer...

E que Deus o livre de um futuro desses... risos

Por enquanto siga teu fim de semana com muitas flores em teu jardim!

Abraços carinhosos

Pelos caminhos da vida. disse...

Agora deu pra entender...

Belas imagens,rs.

Otimo fim de semana.

beijooo.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin